21 Coisas sobre sexo que aprendi na internet.

Fato que a educação sexual de um garoto não é realizada na escola ou pelos pais. Ela se dá na rua, com os amigos ou em casa, escondido de madrugada folheando uma Playboy ou apreciando um bom filme pornô com a TV no mute. Fui feliz em viver na fase de transposição da pornografia off-line para a pornografia on-line, o que me permitiu aprender bastante coisa com um nível de interatividade que vai além do bom e velho “colar folhas de revista”.

Com a Internet, a pornografia ficou a um clique de distância de mentes em formação como a dos adolescentes. Infelizmente, quando comecei a acessar a grande rede, ainda não havia conexão de banda larga disponível por aqui e baixar porn era uma tortura angustiante. Nessa época as nossas referências eram os Kazaa’s da vida e alguns sites confiáveis como o Pomba Loca. Às vezes ficávamos horas e horas baixando um arquivo para, no final, descobrir que o vídeo tinha apenas 40 segundos de duração.

O tempo passou e as conexões de 56k deram lugar a tal da banda larga. E não parou nisso. Dois gênios americanos tiveram a idéia de criar um site onde poderíamos ver vídeos de graça sem ter que baixá-los. Estou falando do Youtube. Porém, nesse texto ele é apenas coadjuvante. Ele serviu apenas como ponto de partida para algo muito maior, relevante e útil: o PornoTube.

Agora os adolescentes tinham um canal de informação completo e competente no quesito pornografia. O melhor de tudo: gratuito e livre de vírus.

O PornoTube é praticamente a Wikipedia da pornografia. Tudo o que você precisa saber sobre o assunto está lá: anal, oral, vaginal, fistt fuck, garrafas e toda e qualquer sorte de “verbetes” que envolvam órgãos genitais.

Entenda: ao contrário de alguns blogueiros que narram sua participação em grandes orgias (muitas delas acontecidas somente em suas criativas e perspicazes cabecinhas), eu não sou nenhum metelão de longa data. Muito menos um astro do amateur porn. Eu sou apenas um cara que desde muito novo sempre curtiu, como qualquer garoto normal, um pouco de pornografia.

Obs: Esse post não é machista, mas escrevo as palavras abaixo a partir do meu ponto de vista masculino. Mas mude apenas o “sujeito” e descubra que a idéia é a mesma.

Dito isso, venho aqui compartilhar com vocês as 21 coisas sobre sexo que aprendi acessando o PornoTube!

1 – Toda mulher adora praticar sexo oral.

Um filme pornô não é um filme pornô se não houver nenhuma cena de sexo oral. Não importa a categoria. Seja um filme amador ou profissional, em todos eles a mulher sempre faz o trabalho oral antes de começar o espetáculo. É uma regra e não vi nenhuma exceção.

Claro, estamos falando de algo relativo. Pelo menos todas as mulheres que estão nesses filmes adoram praticar sexo oral.

2 – Toda mulher adora receber sexo oral.

O ato fornicatório é uma via de mão dupla. Principalmente no caso das produções cinematográficas do gênero. As famosas preliminares são obrigatórias em filmes eróticos e, graças ao PornoTube aprendi que se usar a língua bem utilizada, como os mestres dessa arte fazem, o prazer feminino era garantido.

3 – Você não vai transar como nos filmes.

Nem tudo são flores nesse universo chamado pornografia.

Quando somos jovens e virgens, acreditamos que nossas transas serão iguais às dos filmes que assistimos. Pensamos que transaremos com mulheres extremamente experientes e entendidas do assunto e que elas nos darão uma verdadeira chave de pernas e mostrarão como é que se faz o bom e velho vai-e-vem. Mas a realidade é completamente diferente.

Você não vai transar como um porn star logo na primeira vez. Você sabe como funciona na teoria, mas a prática requer um pouco mais de… prática. Não pense que no dia de finalmente perder a virgindade com a sua namorada você irá pegá-la de quatro, depois de ladinho e em pé no banheiro. Não, você não vai. Contente-se com o papai-e-mamãe básico e aprenda a transar primeiro.

casal de jovens

Klaus PP!

4 – Ejaculação facial e na boca. Não agora, champs!

Da mesma forma que você não vai transar igual ao Rocco gravando com a Silvia Saint, não espere finalizar o ato da mesma forma com que os grandes mestres o fazem.

Esqueça, pelo menos nas suas primeiras transas, ejacular no rosto e na boca de sua parceira. Isso requer confiança. A não ser que você esteja pagando. Aí sim, pode comemorar. Você fez um facial cream pie!

Jessica Alba segurando um sorvete

Ainda não, gats.

5 – A posição mais utilizada em filmes eróticos é a “doggy style”.

Ou na nossa língua pátria, o famoso “de quatro”. Dez em cada dez vídeos eróticos possuem cenas onde a “foda” acontece com a mulher de quatro. Dizem alguns especialistas que essa é uma das posições que proporciona maior prazer à ambas as partes.

E convenhamos, o ângulo de visão é um dos mais perfeitos que existe.

6 – Mulheres não gemem como loucas.

E não gemem mesmo. Nos filmes, apesar do sexo ser real, ambos estão encenando. É raro o caso de mulheres que gemem como uma porn star, mesmo sendo bastante excitante escutar um gemido escandaloso.

7 – Não é toda mulher que sabe rebolar.

Particularmente, em um filme pornô, uma das posições que mais me excita ao assistir é a “cavalgada” (não estou falando da sinfonia). Uma boa cavalgada requer uma dose de gingado e desenvoltura por parte da mulher. Provavelmente uma garota que foi campeã de bambolê na escola fará uma excelente cavalgada durante o sexo.

Agora outras simplesmente não sabem rebolar. Fica aquela coisa mecânica, parada que só consiste em sobe-e-desce. Portanto, fica claro que não é toda mulher que sabe rebolar.

8 – Algumas garotas têm uma garganta profunda, de fato.

Uma das manias dos grandes players da pornografia on-line é encontrar caras extremamente bem dotados e botá-los a deflorar jovens inocentes. Em alguns casos eu fico até com dó, mas em outros, as garotas não fazem feio.

Não sei qual é a distância existente entre os lábios e as… amídalas, mas algumas mulheres com certeza conseguem “coçar” a traquéia durante o sexo oral.

9 – Outras nem tanto.

Por outro lado, outras garotas sofrem do mal da boca pequena. Mal conseguem engolir um falo e, quando ainda nem passaram do prepúcio, já estão engasgando. Mas cada uma com suas habilidades.

10 – Algumas mulheres sofrem de excesso de saliva.

Ainda no quesito sexo oral, muitas mulheres sofrem de produção excessiva de saliva. Em alguns filmes o sexo oral é bem, err, molhado. A primeira vez que presenciei algo do tipo, me perguntei de onde a senhorita em questão tirou tanta saliva e baba.

11 – Sexo anal só é fácil de conseguir com atrizes pornô ou garotas de programa.

Não se iluda. Não é toda garota que está afim de abrir a porta dos fundos para um galãzinho de internet que nem você. As dos filmes, ao contrário, já estão sempre abertas à esse tipo de experiência. Não confunda ficção com realidade. E nunca, jamais, em hipótese alguma, entre sem ser convidado.

12 – O sexo pode ser algo muito ruim em alguns casos.

Tá aí o 2 Girls 1 Cup que não me deixa mentir.

13 – Uma boa maquiagem deixa mulheres mais jovens.

Ou você realmente acredita que aquelas “ninfetas” que você vê em vídeos de aparelhinho nos dentes e cabelo de trancinha tem 18 anos recém completados? Não nos filmes profissionais.

Várias das grandes “ninfetas” do universo pornô já são um pouco mais vividas do que aparentam e utilizam pequenas artimanhas para passar uma imagem de moça novinha.

No caso dos vídeos amadores, sim, em muitos casos a garota realmente tem 18 anos. Ou menos, nunca se sabe né?

desenho de um urso

-q

14 – Namorados podem ser os caras mais sacanas do mundo.

– Amor, vamos gravar? Eu prometo que não mostro pra ninguém.

– Tá bom, lindão. Hihihi. Mas apaga ta?

Fulaninha e fulaninho terminam e dois dias depois aparece o vídeo da foda.

Essa é uma das atitudes que define a personalidade “filho da puta” de alguém. E não é pequeno o número de caras que fazem isso.

UPDATE: Esqueci de citar os namoradinhos que se exibem através da webcam um para o outro e depois se fodem quando o vídeo cai na Internet. Para aprender a ver seios na Webcam, clique aqui.

15 – Latinas tem as maiores e melhores bundas do universo cinematográfico erótico.

Não dá pra explicar. Você tem que assistir pra entender o que eu to falando. É uma experiência quase metafísica, transcendental (sempre quis usar essa palavra).

16 – Não se engane. 90% do casting do BangBross é de atrizes profissionais.

Você pensa que aquela morena maravilhosa do BangBross foi encontrada do nada, na rua? Claro que não. Enquanto você estava sentado na frente do PC procurando por “fotos de indianas nuas”, ela estava iniciando no mundo do entretenimento adulto.

Muitas produtoras criam filmes que nos passam a impressão de serem amadores, quando na verdade estamos vendo uma produção, ainda que de baixo orçamento, profissional.

17 – A ejaculação feminina existe.

Mas pessoalmente eu ainda não tive a oportunidade de vê-la acontecendo como nos filmes, tal qual um jato de urina. Eu ainda sou novo, dá um desconto.

fonte de água

hehe

18 – Até os caras mais feios que você conseguem uma bimbada.

Uma das coisas que mais chamou a minha atenção desde que comecei a me aventurar nesse mundo dos “tubes” eróticos foi a capacidade de alguns caras extremamente feios conseguirem bimbadas épicas com mulheres maravilhosas.

Tenho quase certeza que eles seguiram o tutorial do Ato ou Efeito.

19 – Muita gente curte se exibir.

Fato. Muita gente adora se exibir. Só isso pode explicar a quantidade de vídeos gravados através de webcams onde garotas realizam as mais belas strip-teases.

Obs.: Se você não curte garotas, o PornoTube tem a opção de escolher somente conteúdo “homo”. Fica ao seu gosto.

20 – Pornografia é bom, mas não é tudo.

Arrume uma namorada e você entenderá o que eu quero dizer com o último item.

Finalizando, a Internet se tornou a professora de muitos jovens. Basta uma rápida pesquisa no Google e pronto. Uma lição didática com direito a vídeos, fotos e tudo o mais.

Não adianta negar. Você também aprendeu muita coisa sobre sexo através de filmes eróticos.

21 – O PornoTube não ensina TUDO.

Claro que você não aprende tudo. Até porque Deus te deu um pênis e o mínimo que você pode fazer para retribuir é saber como usá-lo. É que nem o Windows, intuitivo, fácil, amigável, mas às vezes falha. Se não aconteceu com você, pode esperar que um dia aconteça.

Já tentei ser jogador de futebol, físico nuclear, cientista da computação e famoso. Terminei formado em publicidade e escrevendo em um blog sobre a minha vida. Isso, meus amigos, é o que eu chamo de sucesso.

120 Comments on “21 Coisas sobre sexo que aprendi acessando a internet

Conta ai pra mim o que você achou!

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE