emagrecer Resultados da Busca

Retrospectiva 2018

2018 foi o ano da mudança.

retrospectiva-2018

2018 havia chegado há poucos segundos quando tracei as famosas metas de ano novo. Na televisão, imagens do Show da Virada e dos fogos em Copacabana. Nesse momento a gente não se pergunta se atingiremos os objetivos. É muito cedo para cogitar como estaremos em dezembro. Mas, se naquele instante eu fizesse um exercício de imaginação tentando adivinhar como seria o meu ano novo, eu estaria muito longe da resposta correta.

É por isso que a palavra que define o meu ano de 2018 é mudança.

Continue Reading

Por

Continue Lendo

1 ano de Projeto Balboa

Há mais ou menos um ano eu era gordo pácaralho.

Vivia uma vida de rei comendo pizza, sanduiches, (mulheres) e porcarias quase todos os dias. Eu era feliz, não vou negar. Mas notei que alguma estava errada quando me peguei ofegante subindo os 2 lances de escada que separam a porta do meu apartamento da garagem do prédio. Não são nem 20 degraus, mas eu estava chegando ao último com a sensação de quem havia acabado de escalar Everest. Isso não estava normal.

Procurei um médico pra ver se tava tudo bem e ele disse que sim, tirando o fato que eu estava pesando inacreditáveis 106kg. Cara, eu realmente não pensei que havia chegado a esse ponto. Eu estava muito, muito gordo e era hora de começar a rever algumas coisas.

O primeiro passo foi começar uma atividade física. E eu já cansei de falar por aqui que odeio malhar. Ou melhor, odiava na época. Agora eu gosto, mas na época eu não queria nem saber de correr, levantar peso ou qualquer outra coisa do tipo. Resolvi que faria jiu-jitsu.

Afinal, nada melhor que se agarrar com outros caras suados, não é mesmo? Mentira, eu escolhi jiu-jitsu porque metade da aula se passa fazendo posições deitado (e isso não tornou esse parágrafo mais hétero). Mentira de novo. Eu sempre quis fazer jiu-jitsu, mas faltava uma desculpa. Estar gordo demais é uma ótima desculpa pra tudo.

Entre maio e dezembro de 2012 aconteceu muita coisa. A principal delas foi o anúncio do concurso para a Polícia Militar daqui. Quem me conhece, sabe que eu estava esperando esse concurso desde 2010. E se eu não tinha um motivo sólido para emagrecer (além do risco de morrer antes de chegar aos 30 anos), agora era a hora de me tornar um verdadeiro Rocky Balboa, afinal, o concurso tem um teste físico rígido e eu não tinha a menor condição de passar pesando o equivalente a um filhote de hipopótamo.

Veio a virada de ano 2012/2013 e com ela a minha única resolução de ano novo: deixar de ser gordo custe o que custar.

O primeiro passo foi abolir completamente o refrigerante da minha vida. Eu tomava mais de 2 litros de Coca-Cola por dia. Ninguém tem uma perspectiva de vida saudável fazendo isso. E se você faz e não engorda, saiba que eu te odeio com todas as minhas forças.

O segundo passo foi começar a caminhar/correr (trocadilho) para iniciar a preparação do concurso. Afinal, eu também tinha que estudar, mas essa é a parte fácil. Gordos são naturalmente inteligentes. Pelo menos eu sou.

O terceiro passo foi iniciar academia, já que o preparador físico que contratei me disse com todas as letras possíveis:

– Acho que você precisa fazer um reforço muscular.
– Tipo academia?
– É. Tipo academia.
– Ok =(

 

Uma das recomendações dele foi tirar uma foto no primeiro dia de academia, do alto dos meus 100kg. E é essa foto ai embaixo.

 

EU TINHA SEIOS :((((((((

EU TINHA SEIOS :((((((((

Censurado porque eu estava de cuequinha e vocês não estão preparados pra tanta sensualidade ainda.

Repare bem: eu tinha seios. Não eram peitinhos. Eram seios. E a partir do momento que você tem mais seios que as garotas do seu círculo de amizades, é hora de rever alguns conceitos.

Minha meta era sair dos 100kg e voltar ao meu peso ideal: 77kg.

Comecei a malhar de manhã antes de ir trabalhar, já que a noite também tinha aula (eu precisava relembrar as matérias do ensino médio, que eu completei há quase 10 anos).

Só que não tava dando resultado. Era tudo muito rápido, muito corrido. Mas  acabei saindo do trabalho e percebi que agora eu tinha todos os recursos disponíveis para emagrecer: tempo livre e tempo livre. Além da comida da minha mãe.

Ai o #projetoBalboa começou pra valer. Entrei em uma dieta absurda e comecei o primeiro mês fazendo spinning, musculação e corrida. Minha vida era basicamente malhar e estudar. O dia todo.

Chegou a prova da Polícia e passei na primeira etapa. Era hora de intensificar ainda mais o treino, já que o teste físico deve rolar no final de julho ou início de agosto.

Semana passada, após a avaliação de 6 meses com o instrutor, a notícia: eu havia atingido o meu peso ideal. Estava com 77kg de pura malícia, malemolência e lindeza.

O instrutor perguntou se eu havia tirado uma foto por dia para acompanhar a evolução, mas a verdade é que eu só tirei no primeiro dia. Ele disse pra tirar uma assim que chegasse em casa e comparasse.

É absurdo. Em 1 ano perdi exatos 29kg. É coisa pra caramba. É peso pra caramba. É banha pra caramba. Dava pra alimentar um pequeno país africano com o tanto de gordura que estava sobrando no meu corpo.

CHORA CAIO CASTRO

CHORA CAIO CASTRO

Em praticamente 1 ano, o projeto Balboa foi realizado com sucesso. Agora é trabalhar pra ficar cortado estilo Bruce Lee!

Por

Continue Lendo

Projeto Verão 2011!

Eu sempre tive problemas para dormir cedo. Principalmente depois que ganhei um computador e conheci a internet na época do pulso único após a meia-noite. Raras foram as vezes que consegui dormir antes de 2h da manhã. Claro que a coisa ficou complicada quando comecei a estudar de manhã. E foi assim no final da escola, durante toda a faculdade e agora continua enquanto trabalho.

Ontem, segunda-feira, por um incrível milagre, consegui dormir às 21h. Deitei com a sensação de que teria uma longa e tranqüila noite de sono. Mas, puta que o pariu, a porcaria do meu organismo se acostumou a dormir no máximo quatro ou cinco horas por dia e quando o relógio marcava 2h da manhã acordei como se tivesse dormido a noite toda.

Isso é uma merda por dois motivos: estou sem sono nesse exato momento e tenho que ir trabalhar daqui a pouco e, principalmente, a programação da TV de madrugada é uma merda. Nem falo de internet porque nesse momento não to muito animado. Enfim.

Esse “fato”, de não conseguir dormir, acabou me animando para escrever sobre a minha nova empreitada em busca do ideal de beleza imposto pela sociedade brasileira. Matriculei-me na academia!

Dantoooon

Dantoooon

Pois é. A partir de amanhã, aliás, logo mais a noite, estarei correndo como um louco na esteira, andando de bicicleta  ergométrica curtindo a belíssima paisagem de uma parede e levantando alguns pesos para crescer o “muque”. Não. Não tenho a menor pretensão de ficar forte ou definido. Não curto muito isso. Quero apenas perder os quilos que ganhei no último ano e voltar a ser um cara magro e feliz. Apesar de que gordinhos sempre são mais engraçados, vide o Seth Rogen, que depois de emagrecer perdeu completamente o carisma. Agora é só mais um ator comum.

Até procurar uma endocrinologista eu procurei. Passou dieta e tudo o mais. O melhor de tudo é que ela disse que eu posso continuar tomando a minha Coca-Cola, desde que seja Light ou Zero (o que não é nenhum sacrifício, já que assumi essa, digamos, postura desde o ano passado).

O fato é que não sou um cara, digamos assim, disciplinado nesses assuntos. Da última vez que emagreci não fiz nenhuma atividade como academia. Foi tudo baseado na comida caseira da mamãe e na diminuição de “refeições” por dia. Mas, quando se trabalha, a coisa fica complicada porque comer em restaurante com muita variedade de comida te faz perder um pouco da noção e cair de cabeça em grandes orgias alimentares. Principalmente quando se trabalha ao lado de um McDonalds e pertinho de um Pátio Savassi com Outback.

Mas acho que agora vai ser diferente. Não “prometi” emagrecer em 2010, o que já é um bom sinal, pois não vou me frustrar caso não consiga. Estou apenas preocupado com o fato de que se eu engordar mais corro o sério risco de não conseguir mais enxergar o meu “pênis”. E aí, caro leitor, é hora de me desesperar, pois não sei o que faria se não conseguisse mais ver o meu amiguinho. Risos.

Meu amiguinho

Meu amiguinho

Se a academia der certo – e eu espero que dê – estarei preparado para usar sunguinha branca no verão 2011, curtindo as delicias do litoral brasileiro e batendo uma peladinha com os amigos na orla de alguma praia carioca. Ou em Guarapari mesmo.

Por

Continue Lendo

Retrospectiva baseada em expectativas

Ahh! Adoro o aroma adocicado de clichês em pleno último dia do ano! Seguindo a tradição da sempre competente rede Globo, resolvi relembrar o que aconteceu durante o ano de 2009 baseado nas minhas expectativas pessoais e “blogueiras”, formuladas em 2008 a convite do meu grande amigo Super Wallace e elaborar uma pequena retrospectiva.

No âmbito pessoal, o meu ano foi excepcional. Consegui, de forma surpreendente, alcançar todas as expectativas pessoais destinadas a esse já saudoso ano de 2009.

A meta para 2009 era arrumar emprego na área de mídias sociais. Essa, a princípio, foi uma meta um tanto quanto desanimadora, dada a visão do mercado de publicidade digital mineiro no início do ano. Felizmente a coisa mudou para muito melhor, o que garantiu a contratação desse jovem, bonito, inteligente e sagaz blogueiro para o plantel da 5Clicks. Mais uma meta alcançada!

A terceira expectativa para 2009 e essa sim, algo que eu deveria alcançar de qualquer forma para recuperar a minha honra perante a comunidade nerd, era comprar um vídeo-game. Como citei no texto das expectativas, meninos sempre serão meninos, não importa a idade.

Em novembro alcancei esse objetivo e reencontrei um velho amigo, chamado carinhosamente de PS2. Ou PlayStation 2, pra quem está mais familiarizado.

Foi uma reconciliação com alguém que eu havia abandonado há alguns em troca de uma excursão inesquecível e terrível ao mundo das micaretas. Fez-se a justiça e atualmente ostento esse console que nos dá tantas alegrias.

A última expectativa pessoal alcançada foi realizar alguma viagem. Por mais que tenha sido apenas um dia, eu cumpri e estive no Rio de Janeiro em outubro. Infelizmente não consegui tomar um refri com o Super Wallace e a linda Nath. Mas estou providenciando isso.

Mas nem tudo são flores. Eu também tinha expectativas quanto ao blog e, diferente dos anos anteriores, elas falharam miseravelmente.

De certa forma, consegui tornar este espaço rentável. Ganho uma graninha de AdSense, Submarino e Mercado Livre, mas não é algo que me permita viver apenas de blog. E nem é esse o meu objetivo de vida.

Não investi mais no blog. Deixei da mesma forma que estava. Nem Hypes eu postei com freqüência.

Não participei de nenhum blogcamp. Primeiro porque não teve um em Minas Gerais  e dei mole de não conseguir comprar passagens para participar do BlogCamp-RJ.

Das pessoas da BlogZona, a única que conheci pessoalmente foi o Pedro Turambar. Aquela biba.

De certa forma também dei continuidade aos meus estudos sobre blogs, mas não com a mesma intensidade e freqüência de 2008. Quis dar um tempo pois estava saturado do assunto após a monografia.

Para 2010, as minhas únicas expectativas são comprar um carro e emagrecer. São bem mais difíceis do que as que mantive para 2009, mas quem sabe, né? Ás vezes eu consigo.

Um feliz 2010 a todos os amigos leitores.

Por

Continue Lendo

Redoooooondo!

Quero compartilhar aqui com os meus leitores, com grande satisfação, que estou iniciando uma nova e instigante fase em minha vida. Não é nenhum segredo que andei conquistando uns bons quilos de um ano pra cá. Quilos esses que, de acordo com as leis da física, me impedem de utilizar 80% do meu guarda-roupa atual. Isso, meus amigos, é deprimente.

Cansei de ser apenas mais um gordinho carismático e engraçado. Quero ser o cara magro carismático e engraçado que eu era há alguns meses. Esse não é o primeiro e nem será o último post aqui sobre essas minhas crises de “vou emagrecer”. Sou péssimo com promessas desse tipo.

A idéia é começar a correr todos os dias na parte da noite. Claro, não vou me tornar nenhum maratonista da noite para o dia. Digo mais, tenho consciência de que vou custar a começar a correr de fato. Um dia após o outro, esse é o lema dos Alcoólicos Anônimos. No meu caso é uma caminhada após a outra.

A pior parte dessa coisa de querer emagrecer é aquele bando de pessoas sem coração dizendo incessantemente:

Rafael pare de tomar Coca-Cola.

Isso equivale a alguém dizer ao jovem Édson Arantes do Nascimento “ei, Edinho, para de jogar futebol, cara”. É triste, é sádico e não vai funcionar.

Eu vou emagrecer sem largar a minha Coca-Cola. Afinal, nada melhor do que voltar da caminhada e passar na mercearia pra comprar aquela garrafa de 2,5L geladinha.

Falando nisso, alguma dica de exercícios, dietas e todas essas frescuras de gordo frustrado?

Por

Continue Lendo

× Fechar