O Monet da privada!

Por Arquivo

Compartilhe com os migos!

Defecar é uma arte milenar. O primeiro ser com sistema digestório cagava. Fato que fomos aprimorando a técnica até chegarmos ao nível atual. Entenda por nível atual a evolução das fossas sépticas até as privadas da mais branquinha porcelana. Não há barato maior do que, após uma digestão satisfatória, sentar-se confortavelmente na privada, equipar-se com uma revista ou livro de seu interesse e botar pra fora tudo aquilo que está te incomodando.

Eu adoro cagar. Porém, como a maioria das pessoas, não gosto tanto quando devo fazer isso em um lugar que não seja tão amigável quanto ao meu banheiro. O fato desse desconforto é que em um ambiente hostil, uma diarréia pode não ser vista com bons olhos, sem contar a possibilidade de não haver papel higiênico e até mesmo o risco de entupimento. Mas quando se trabalha a maior parte do seu dia, chega uma hora que é inevitável despejar todos aqueles salgadinhos que você comeu durante o dia.

Aconteceu comigo duas vezes já, depois que comecei a trabalhar. Eu levo isso numa boa, afinal, eu gosto tanto de dar uma barrigada que dependendo do estado físico do meu intestino, qualquer lugar é bem vindo. O problema é quando o meu sistema cisma de bancar o artista e acaba dando aquela cagada Monet.

Não sabe o que é uma cagada Monet?

Uma pintura de Monet

Uma pintura de Monet

A cagada Monet é aquela em que o seu ânus acredita piamente que é um artista plástico e pinta toda a porcelana da privada. Por mais que você dê descarga, a obra-prima anal continua ali, intacta na privada. Parece até feita de cola Tenaz, tamanha a sua força de vontade em se agarrar.

Quando isso acontece em casa é sempre muito tranquilo. Pegue a vassourinha que fica no cesto de lixo e pronto. Uma rápida passada e apaga a massa fecal. Mas quando não se tem essa vassourinha a disposição, você acaba tendo que usar métodos pouco convencionais. As duas vezes em que isso aconteceu comigo tive que dar, pelo menos, umas quatro descargas. Quando as descargas amenizaram a quantidade de “argamassa” na parede de porcelana, fui com o papel higiênico, a mão e a coragem limpar o restante.

Não é uma situação agradável ter que colocar a mão no vaso, mesmo que a água esteja bem abaixo do nível que você pretende encostar. Mas, acredito que mais desconfortável ainda deve ser para a pessoa que entra no banheiro logo depois de você e se depara com a sua marquinha, singela, como se quisesse dizer:

Oi, estive aqui.

Howdy Ho!

Howdy Ho!

Compartilhe com os migos!

8 Responses to " O Monet da privada! "

  1. *---* disse:

    é mais se vc encontrasse a obra quando vc entrasse vc ñ ia gostar nadinha e a anteriorv pessoa tambem falaria se foda!

  2. *---* disse:

    Kra, larga de idiotice de comparar obras de monet com “cagadas”!
    cagada faz qm ñ sabe o q fala como o autor deste texto!
    Bom, fazr oq se o q mais tem nesse mundo é burro!

  3. dorachan disse:

    taí. nem lembro o que aconteceu depois
    só sei que eu tô morando na tal casa
    HHAUIHAUHIAUIHIUH

  4. Capucena disse:

    hahahahaha

    rachei o bico com isso. Nem quero imaginar a cara de quem teve que jogar agua lai depos.

  5. dorachan disse:

    isso me lembra quando caguei em uma casa recém-construída, que meus pais estavam pensando em comprar
    na hora, nem me passou pela cabeça que podia não ter água no local

    ah a vida…

  6. zeca disse:

    ah véio, dependendo do banheiro q deixei a obra de arte quero mais q se foda o próximo q entrar!

Conta ai pra mim o que você achou!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Guia prático para cagar na casa da namorada e dos amigos | Punhalada nas Costas | ato ou efeito disse:

    […] a descida mortal, verifique se não ficou nenhuma manja na porcelana. Apesar de dar um toque mais artístico ao ato defecatório, ninguém quer que um malandrinho […]

× Fechar