Já tive algumas experiências com fãs (idiotas) de bandas como RBD e Jonas Brothers. Nada muito traumático que tenha me levado a fazer terapia ou consultar um psicólogo. Rendeu no máximo algumas risadas e ótimas oportunidades de chingar as pessoas gratuitamente. Nada muito grave, como podem observar.

Mudam os ídolos e os fãs continuam os mesmos. Ou pelo menos aqueles que não conheceram os prazeres de se envolver sexualmente com pessoas do sexo oposto. O que é uma pena, claro, pois essa simples ação pode mudar uma pessoa de uma forma surpreendente. Mas, continuemos.

O novo ídolo mirim, já que nem sei se é teen, é o tal de Justin Bieber. Não posso tirar o mérito do garoto: aos 16 anos é rico, famoso, tem milhares de garotas aos pés dele e tá desfilando por aí com um carrão que o Usher deu de aniversário. Minha adolescência só não foi mais divertida do que isso por não ter tantas mulheres nem o carro. O fato é que, como sempre nos mostrou a história, ídoles teen vem acompanhados de fãs fanáticas. E ai de quem ousar brincar ou criticar a estrela pop. O problema não é nem o Justin Bieber que tem até uma música legal (That Should be Me), mas sim as fãs. Sempre as fãs.

Um grupo humorístico aí fez um vídeo zoando o Justin Biber. Tipo, o vídeo é realmente muito sem graça. Com a participação do Helio de LaPeña do Casseta e Planeta, o que deixou a parada com mais cara ainda de quadro do humorístico falido da rede Globo. Mas esse não é o caso. O fato é que a turma da Família Biber resolveu se manifestar contra os humoristas e, involuntariamente, nos presentearam com esse que já é o meu videolog favorito.

Com vocês, MariBieber:

Já tentei ser jogador de futebol, físico nuclear, cientista da computação e famoso. Terminei formado em publicidade e escrevendo em um blog sobre a minha vida. Isso, meus amigos, é o que eu chamo de sucesso.

28 Comments on “Sobre a orkutização do Youtube

Conta ai pra mim o que você achou!

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE