Não quero soar pretensioso iniciando um projeto do tipo “365 dias” de alguma coisa. Até porque 2016 será um ano bissexto, então teremos 366 dias. Sei que tenho tantas outras coisas para cumprir no próximo ano que fica difícil selecionar uma para fazer todos os dias. Acho que viver já será um ótimo desafio diário.

Mas estou me propondo a meta de escrever pelo menos 1.000 palavras por dia em meus projetos de escrita.

As mil palavras podem ser do mesmo livro ou do mesmo post. Ou podem ser divididas entre dois posts de 500 palavras. A soma dos valores não altera o produto, segundo aquela teoria matemática, né?

O fato é que eu pretendo fazer de 2016 o ano em que finalmente transformarei algo que era apenas um sonho em um objetivo. E pretendo cumpri-lo.

Quem me acompanha sabe que ao longo do ano passado investi bastante em retomar a escrita. Comprei livros sobre o assunto, fiz oficinas, cursos e voltei a escrever. Como todo músculo que fica parado por muito tempo, ainda preciso encontrar o meu ritmo ideal. As engrenagens do cérebro ainda funcionam, só precisam de um pouco de óleo pra rodarem lisas e sem travar.

Já fiquei tempo demais apenas imaginando como seria a vida de escritor. Acho que agora é o momento de deixar a imaginação de lado e passar a vivê-la. Escrever sempre foi um dos meus maiores prazeres, além de ler e comer, obviamente. Comi demais e fiquei gordo, então agora pretendo escrever mais e ler ainda mais. Talvez a lógica da gordura funcione com essas duas coisas.

Fiz o compromisso de publicar pelo menos 3 textos aqui no blog e no meu perfil no Medium (serão textos diferentes, mas com grandes chances de publicar o mesmo nas duas plataformas). Não importa o tamanho ou o assunto. Quero apenas publicar algo dentro dessas condições.

Que esse primeiro dia de 2016 seja o primeiro passo para essa realização. Já começo com esse post (e serei bem sincero ao dizer que ele foi escrito ainda em 2015) rumo aos três semanais. Se terei muitos leitores, não importa. Se terei muitos comentários? Também não importa. Esse é um desafio muito mais pessoal. Quero provar a mim mesmo que sou capaz de cumprir esse objetivo e terminar projetos que estavam parados há tanto tempo.

Se você também planejou algo para esse ano, desejo de coração que tenha força para alcançar os resultados esperados. O meu é de escrever. O seu pode ser qualquer outra coisa. O importante é se colocar a prova e se esforçar ao máximo para cumprir os objetivos planeados. E não se preocupe com a frustração. Todo mundo passa por isso, mas como diz Rocky Balboa: o que importa é quantas vezes conseguimos nos levantar.

Estou aqui me levantando e partindo para a briga. Uma briga contra a preguiça e o cansaço. Uma briga contra a inércia e o desejo de não fazer absolutamente nada. Eu sei que apanharei por alguns rounds, mas espero que no final da luta o meu braço seja levantado.

Já tentei ser jogador de futebol, físico nuclear, cientista da computação e famoso. Terminei formado em publicidade e escrevendo em um blog sobre a minha vida. Isso, meus amigos, é o que eu chamo de sucesso.

Conta ai pra mim o que você achou!

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE