Revista Época e a matéria sobre blogs e publieditoriais.

Posted by in Arquivo, Pensamentos

epoca-80blogs

Mais uma vez os blogs ganham uma matéria dedicada a eles em uma revista de circulação nacional. Dessa vez o alvo da matéria foram os posts pagos, ou “publieditoriais”. Blogueiros como Caio Novaes do Brogui e Raphael Mendes do Bobagento foram entrevistados. Particularmente, achei que não acrescentaram nada ao tema. Apenas falaram aquilo que todo dia é discutido em comunidades do Orkut, Twitter e blogs: Blogs são ferramentas poderosas para divulgar publicidade e que aqueles que são contra os publieditoriais, são os que estão de fora da mamata (daí o motivo da invejinha), além de servirem como o exemplo de blogueiros que fazem publieditoriais.

Um ponto abordado na reportagem e que merece ser discutido é que, realmente, a partir do momento que um anunciante paga para um blogueiro falar de sua marca, a credibilidade de ambos é colocada em risco. Esse é o grande assunto  discutido nos meios internéticos da vida. Quanto custa a opinião de um blogueiro?

Na matéria temos as opiniões de Carlos Merigo, Wagner Fontoura, Gustavo Fortes e Marcelo Trípoli.

Merigo diz que os posts são espaços de mídia. Da mesma forma como uma coluna é comprada em um jornal ou uma inserção de 30 segundos durante a novela. Para não ferir o Código de Defesa do Consumidor (o que pouquíssimos blogueiros conhecem a fundo), o texto deve ser criado pela agência. Pensando por esse lado, ao veicular o texto feito por uma agência o blogueiro se isenta de opinar. Mesmo que seja contra ou favorável a tal marca. O texto é apenas uma propaganda e que de certa forma não agrega nada ao conteúdo do blog, e sim ao bolso de quem posta lá todo dia. Não que isso seja ruim,claro.

Já Gustavo Fortes acredita que campanhas veiculadas na Internet devam ser relevantes e replicadas por si só, sem a necessidade de comprar um post. Quando a campanha é realmente boa, ela irá viralizar sem a necessidade de um roteador de conteúdo como os blogs. Isso ainda é abordado na matéria dizendo que os virais que são apresentados através de posts pagos não figuram entre os mais vistos.

Acredito que essa discussão ainda vai longe. Blogueiros ainda não sabem como trabalhar com a divulgação de espaço. Some a isso o fato de que leitores assíduos de blogs não se sentem confortáveis ao lerem post pagos. Para o público pára-quedista tanto faz. Eles não diferenciam um link do Adsense de um link normal, quem dirá um publieditorial de um post normal do blog.

Acredito que se os blogueiros desejam trabalhar com isso, levar a sério mesmo essa questão de veicular publicidade em blogs, deve haver a vontade de estudar como funciona a publicidade. Como funciona a venda de espaço publicitário, o código de ética da publicidade e o de defesa do consumidor. Ganhar, postar e tomar cerveja no final de semana é bom, mas dominar e conhecer todo o processo é ainda mais fundamental.

Sorte que grande parte dos blogueiros que trabalham com isso estudam ou são formados em publicidade. Mesmo que não seja necessário algum tipo de formação para ser blogueiro, eles tem um conhecimento maior de como a coisa funciona.

Cabe às agências também desenvolverem formas mais criativas de realizar ações em mídias sociais. Hoje em dia tudo está muito monótono e sem criatividade. Paga-se ao blogueiro, ele publica o post ou então participa de algum evento e pronto. Temos ai uma campanha de mídias sociais. Com um potencial tão grande, não é possível que não exista uma alternativa mais criativa e envolvente do que essa.

Apesar da influência dos blogs como veículos de comunicação, ainda é preciso maturidade na questão da publicidade. Para as agências que trabalham com isso, se faz necessário mostrar um pouco sobre como funciona todo o processo e ao blogueiro, cabe aprender e aplicar isso ao seu dia a dia, de forma que o maior beneficiário dessas ações seja, de fato, o seu público.

Compartilhe!