Arquivo

Revista Época e a matéria sobre blogs e publieditoriais.

epoca-80blogs

Mais uma vez os blogs ganham uma matéria dedicada a eles em uma revista de circulação nacional. Dessa vez o alvo da matéria foram os posts pagos, ou “publieditoriais”. Blogueiros como Caio Novaes do Brogui e Raphael Mendes do Bobagento foram entrevistados. Particularmente, achei que não acrescentaram nada ao tema. Apenas falaram aquilo que todo dia é discutido em comunidades do Orkut, Twitter e blogs: Blogs são ferramentas poderosas para divulgar publicidade e que aqueles que são contra os publieditoriais, são os que estão de fora da mamata (daí o motivo da invejinha), além de servirem como o exemplo de blogueiros que fazem publieditoriais.

Um ponto abordado na reportagem e que merece ser discutido é que, realmente, a partir do momento que um anunciante paga para um blogueiro falar de sua marca, a credibilidade de ambos é colocada em risco. Esse é o grande assunto  discutido nos meios internéticos da vida. Quanto custa a opinião de um blogueiro?

Na matéria temos as opiniões de Carlos Merigo, Wagner Fontoura, Gustavo Fortes e Marcelo Trípoli.

Merigo diz que os posts são espaços de mídia. Da mesma forma como uma coluna é comprada em um jornal ou uma inserção de 30 segundos durante a novela. Para não ferir o Código de Defesa do Consumidor (o que pouquíssimos blogueiros conhecem a fundo), o texto deve ser criado pela agência. Pensando por esse lado, ao veicular o texto feito por uma agência o blogueiro se isenta de opinar. Mesmo que seja contra ou favorável a tal marca. O texto é apenas uma propaganda e que de certa forma não agrega nada ao conteúdo do blog, e sim ao bolso de quem posta lá todo dia. Não que isso seja ruim,claro.

Já Gustavo Fortes acredita que campanhas veiculadas na Internet devam ser relevantes e replicadas por si só, sem a necessidade de comprar um post. Quando a campanha é realmente boa, ela irá viralizar sem a necessidade de um roteador de conteúdo como os blogs. Isso ainda é abordado na matéria dizendo que os virais que são apresentados através de posts pagos não figuram entre os mais vistos.

Acredito que essa discussão ainda vai longe. Blogueiros ainda não sabem como trabalhar com a divulgação de espaço. Some a isso o fato de que leitores assíduos de blogs não se sentem confortáveis ao lerem post pagos. Para o público pára-quedista tanto faz. Eles não diferenciam um link do Adsense de um link normal, quem dirá um publieditorial de um post normal do blog.

Acredito que se os blogueiros desejam trabalhar com isso, levar a sério mesmo essa questão de veicular publicidade em blogs, deve haver a vontade de estudar como funciona a publicidade. Como funciona a venda de espaço publicitário, o código de ética da publicidade e o de defesa do consumidor. Ganhar, postar e tomar cerveja no final de semana é bom, mas dominar e conhecer todo o processo é ainda mais fundamental.

Sorte que grande parte dos blogueiros que trabalham com isso estudam ou são formados em publicidade. Mesmo que não seja necessário algum tipo de formação para ser blogueiro, eles tem um conhecimento maior de como a coisa funciona.

Cabe às agências também desenvolverem formas mais criativas de realizar ações em mídias sociais. Hoje em dia tudo está muito monótono e sem criatividade. Paga-se ao blogueiro, ele publica o post ou então participa de algum evento e pronto. Temos ai uma campanha de mídias sociais. Com um potencial tão grande, não é possível que não exista uma alternativa mais criativa e envolvente do que essa.

Apesar da influência dos blogs como veículos de comunicação, ainda é preciso maturidade na questão da publicidade. Para as agências que trabalham com isso, se faz necessário mostrar um pouco sobre como funciona todo o processo e ao blogueiro, cabe aprender e aplicar isso ao seu dia a dia, de forma que o maior beneficiário dessas ações seja, de fato, o seu público.

10 Comentários

  1. Meu Google Reader [07.02.09 - 21.02.09] | 30 e Alguns

    […] Revista Época e a matéria sobre blogs e publieditoriais. – Sem título ainda… […]

  2. E o que pensar quando você esta negociando com um provável anunciante e ele tem uma proposta como esta: ?????????????
    O blog tem mais de 50 mil visitas e disponibiliza 2 tipos de anúncio: Link lateral no blog direcionando para seu site: R$50,00/ mês e Post falando do produto: R$60,00

    Isso é sério?

  3. Meu Google Reader [07.02.09 - 21.02.09] | 30 & Alguns

    […] Revista Época e a matéria sobre blogs e publieditoriais. – Sem título ainda… […]

  4. CREDIBILIDADE NÃO TEM PREÇO. ISSO É FATO E PRONTO >>> Outro dia recebi um convite da área VIP da uma palestra do Roberto Shinyashiki, o pessoal queria que eu colocasse uma materia do blog em troca do convite… eu disse que tudo bem, faria a publicidade antes do evento mas se o evento fosse ruim colocaria isso no blog. No outro dia falei o que pensava do evento “meia boca” (não acrescentou em nada)e disse que as pessoas que pagaram 100,00 para ver aquela palestra tinham perdido seu dinheiro. Blogar é isso. Não ter amarras. LIBERDADE não tem preço. Sou consultor de empresa e palestrante e falo mau de algumas empresa que estão perdidas estratégicamente. Blogar é isso. Liberdade. Para conferir o que comentei sobre a pesltra do Shinyashiki acesse: http://papodelider.blogspot.com/search?q=Shinyashiki

    abraços

    wendell carvalho

  5. Johnny C

    a parte onde você comentou sobre os para-quedistas, que não diferenciam um link de um adsense… me fez pensar uma coisa que é boa e ruim: meu blog não tem para-quedistas. Por isso nas vezes que tentei colocar adsense e boobox não consegui nada… levei 3 meses pra juntar USD1 no adsense =p

    mas o lado bom é que minha média de 60 leitores diários continua lá 🙂 faça chuva ou faça sol.

  6. É foda essa questão de blog+publicidade, isso é discussão certa e eterna entre todos… Sejam blogueiros, marketeiros, muambeiros… Enfim.
    Fato que para você conseguir tirar proveito (pelo menos de uma maneira decente) de um blog, você precisa ter um mínimo de noção de publicidade, de como funciona…
    Mas fico triste ao ver a blogosfera crescendo tanto e com tantos blogs ruins. Não digo blogs pequenos, mas sim os milhares de blogs de hypes que estão surgindo… Poluídos de anúncios. Ou aqueles que não são de hype, mas só tem erros de português nos textos. Ou os que são cópias de outros blogs.
    Exemplo mesmo é o meu O Blogueiro… muitas vezes eu pesquiso mais a fundo sobre algum tema para ter mais base para um post e só o que vejo são blogs “voltados para blogueiros” onde os camaradas pegaram o texto de um site gringo, tacaram no Google e colaram. Nem se deram ao trabalho de fazer uma revisão na porcaria do texto.
    Já vi também muitos blogueiros serem absorvidos por agências de publicidade… Sendo que os caras nem eram tão bons assim, mas tinham um blog “famosinho”. Isso também não acho justo, mas… O que fazer…

  7. Lâmpada, a epopéia | O Crepúsculo

    […] – Mais mimimi sobre post pago, o post do RafaBarbosa diz tudo. sb_id = “4056”; sb_services = “delicious, ueba, dihitt, digg, stumbleupon, linkk, […]

  8. Vivian Martins

    Concordo com teu texto.
    Acho maior blá blá blá isso de “todos devem blogar por que gostam e sem ganhar nada”.Eu queria saber qual a real importância pro leitor do blog o fato de o blogueiro gostar ou não de blogar.Por mim,enquanto tiverem bons textos no meu reader,eu não quero saber se o blogueiro gosta ou não gosta de postar,se aquilo é ou não uma obrigação,ou se ele faz ou não aquilo por dinheiro.Leio muitos blogs que os autores fazem excelentes publieditoriais,e a única coisa necessária pra isso é criatividade.Quem sabe fazer um bom post não patrocinado sabe fazer um bom post patrocinado.É importante que tenha o aviso de publieditorial no post por questão de respeito ao leitor(e não importa o local do aviso,o que importa é que ele exista),mas acho que muito mais importante que qualquer aviso é o post ser bom e interessante,que valha a pena ler.

  9. Mari

    “Some a isso o fato de que leitores assíduos de blogs não se sentem confortáveis ao lerem post pagos.”

    com certeza…
    principalmente quando vejo um texto aparentemente interessante no google reader.. visito o blog.

    o texto parece legal; começo a ler, vai ficando estranho; no fim é revelada a propaganda descarada e aparece aquele selo nojento de “você leu um publieditorial” e semelhantes. =(
    argh… nao volto nunca mais…

    muitos não têm nem a decência de colocar esse avisinho logo no começo do post; colocam no fim, só pra eu perder meu tempo achando que é o tipo de texto que eu gostaria de ler…

  10. Monthiel

    Ah, sempre o mesmo bla bla bla de sempre. Já estou me cansando disso. Esse pessoal esqueceram o que realmente é blogar, tornaram isso sério demais e já está começando a perder a graça.

    Faz uma semana que não posto nada no blog, sei que isso é ruim, mas na boa, nem ligo…

    Blogo porque gosto, não por obrigação. O mesmo deveriam fazer os outros.

    Meu blog está crescendo espantosamente (uffaa), mas mesmo assim, continuarei a postar com a frequência que, acredito eu, seja bom para todos.

    E sobre o seu post, quem seria o doente a patrocinar um post em meu blog? srsrs

    Abraços e sucesso!
    Monthiel

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios estão marcados *