Mitos e verdades sobre os meninos criados pela avó

Posted by in Arquivo, Dia a Dia, Pensamentos

Eu corro um enorme risco publicando estas linhas a seguir. Não um risco de vida ou algo do tipo, mas o risco de ser zoado pelo resto da minha humilde existência enquanto humano. Fato é que todo mundo sabe a fama dos meninos criados pela avó. Uns dizem que são fresquinhos, bobinhos e retardados graças aos anos criados com doses cavalares de leitinho com pêra. Mas o que muitos não sabem, é que tudo não passa de uma lenda urbana criada por órfãos nos anos 20, por inveja de nós, crianças normais que tem os parentes vivos, dentre eles as avós, as santas avós.

Como disse no parágrafo anterior, provavelmente serei zoado por todos os meus amigos e conhecidos que lêem o blog. Não posso dar continuidade à essa dissertação sem assumir uma coisa importantíssima: EU FUI CRIADO PELA MINHA AVÓ. Fui criado pela minha falecida vovó desde o meu nascimento até os 16 anos de idade. Posso dizer que tenho experiência e autoridade para desvendar alguns mitos e corroborar algumas verdades sobre esse tão falado fardo que é ter sido criado com as avós.

Boça: o maior representante dos meninos criados pela avó.

Boça: o maior representante dos meninos criados pela avó.

1 – Meninos criados com avó se tornam gays.

MITO.

Eu sou a prova viva de que meninos criados com avó não se tornam gays. Claro, toda regra tem sua exceção e, a exceção à regra nesses casos é de provavelmente 1 em 5 milhões de crianças criadas pela avó. Descobri o meu tino para o lado heterossexual nos meus primeiros momentos de vida ao me deliciar nos seios da minha mãe enquanto tomava um delicioso leite materno. Naquele momento eu escrevi o meu destino: serei hétero.

2 – Meninos criados com a avó são alimentados à base de leite ninho e pêra.

MITO.

Minha avó não tinha o costume de me alimentar com frutas. A questão do leite, devo admitir que sim, mas não era leite ninho. Aqui em casa nunca tiveram o costume de comprar leite ninho para esse autor que vos. Minha avó preparava minha mamadeira com leite em pó da Cotochés, da Itambé ou qualquer outra marca, menos leite Ninho. Na questão das frutas, minha avó me ensinou desde cedo que nada se compara a um saboroso pão quente com manteiga e café. E devo admitir, a velha sabia das coisas.

Fato 3 – Meninos criados com a avó e em prédio soltam papagaio (ou pipa) da janela ou na frente do ventilador.

VERDADE.

Pelo menos eu, Rafael Barbosa, já fui obrigado a soltar papagaio da janela. Na frente do ventilador é fisicamente impossível, uma vez que não há espaço no quarto para descarregar o carretel ou correr de um lado para o outro. O que me levou a soltar papagaio da janela foi um castigo aplicado não me lembro por qual motivo, mas, como eu estava viciado no negócio, peguei a minha lata de linha, meu papagaio, subi em um banquinho e deixei o vento levar a pipa. A posição não era confortável, não permitia muitos movimentos e isso fez com que meu papagaio agarrase em cima do prédio.

4 – Meninos criados com avó se tornam designers, estilistas, paisagistas e em alguns casos, jornalistas.

MITO.

Pelos mesmos motivos do ítem 1. Mas façamos alguns adendos: Avós e mamães de primeira viagem têm o péssimo hábito de querer vestir os seus netos e filhos com cores que combinam, propiciando equilibrio entre as meias e o boné. Sempre que elas dão roupas de presente, são conjuntinhos formados por bermudinhas e blusinhas que combinam. Isso é uma grande palhaçada. Somente aquelas crianças que, desde cedo, sabem o que significa Ciano e Magenta, ao invés de azul e rosa, se tornam designers, estilistas ou paisagistas. Os jornalistas.. bom, não faço idéia porque alguém criado com avó se torna jornalista. Eu, como todos sabem, sou publicitário.

5 – Meninos criados com a avó só namoram pela Internet

MITO

Algumas avós têm o péssimo hábito de não gostar que o neto saia enquanto a mãe ou o pai não estão em casa. Como nós, os meninos criados pela avó, somos educados por natureza, obedecemos. Mas, da mesma forma que citei acima, existem exceções. Com o advento da Internet, dos chats, ICQ e recentemente MSN, as possibilidades de interação entre jovens do mundo inteiro explodiu de tal forma que, qualquer criança, pode se comunicar com outras de várias partes do país. Logo, se a criança não tem contato com mulheres da sua região, do seu prédio ou da sua rua, ela encontra nesses amigos virtuais, o seu porto-seguro. Mas são exceções. Chega a puberdade e se o rapaz tiver o gene hétero no sangue, provavelmente ele vai sair pela janela e procurar alguma garotinha para copular.

6 – Meninos criados com avó são educados

VERDADE.

As avós tem um dom natural de educarem bem os seus netos. Mais uma vez eu sou a prova viva dessa afirmativa. Além de possuir um rostinho encantador, ostento uma educação digna de um lord inglês do século XVIII. Na infância, como é de costume, possuimos uma certa rebeldia e vontade de transgredir regras, mas nada que uma surra de vara verde não cure.

7 – Meninos criados com avó tomam Nescau de colher.

VERDADE.

Alguns vão dizer que é coisa de bichinha, mariquinha, mas não existe coisa melhor no mundo do que tomar Nescau com colher. A dose certa de um delicioso achocolatado, tomado de forma que remete à um lord inglês do século XVIII tomando a sua sopa em comemoração a aquisição de um novo castelo. Por mais que este seja um hábito um pouco incomum, é totalmente hétero e dentro dos padrões aceitáveis de uma sociedade moderna.

Por ora, acredito ter esclarecido esse mistério que ronda a sociedade moderna desde o início do século XX. Ainda existem muitas lendas em torno desses seres especiais – os meninos criados pela avó – que são tão massacrados por aqueles que não tiveram uma avó para cuidar, dar leite com Nescau e levar pra comprar linha de papagaio. Ser criado pela avó é uma dádiva e tal fato deve ser tratado com distinção e honra. Afinal, quem melhor do que a matriarca da família para ensinar os bons costumes aos novos membros?

Se você não foi criado pela sua avó, lamento. Você perdeu a chance de se tornar um adulto realizado e bem sucedido. Agora, se você foi criado pela sua avó, compartilhe as suas experiências na caixa de comentários. Mostre para todos esses mal-amados que existem mais vantagens em ser criado pela avó do que nascer uma rica e tradicional família de Itu.

Compartilhe!